Arquivo

Home » » Concurseiros já se mobilizam para concurso do TRE-ES

Concurseiros já se mobilizam para concurso do TRE-ES


Empregos & Concursos – Cristiano Stefenoni
29 de mar de 2017 09:22

O concurso do Tribunal Regional Eleitoral do Espírito Santo (TRE-ES) é um dos maiores concursos, não somente em nível estadual como também nacional. Segundo Ricardo Torques, professor de Direito Eleitoral e Regimento Interno do curso Estratégia Concursos, há grande expectativa para a divulgação do edital. Pelo último concurso do tribunal do estado ter sido há sete anos, há grande movimentação sobre a divulgação das informações e os concurseiros já vem mobilizando, em especial pela previsão orçamentária para esse ano.
Enquanto os candidatos aguardam pela divulgação do edital, o professor Ricardo falou sobre o estudo prévio para este concurso. Para iniciar a preparação, o professor afirma que deve-se pesquisar os editais anteriores. Como o último TRE-ES foi em 2010, a recomendação é estudar pelos editais dos concursos de Pernambuco, realizado este mês, e São Paulo, realizado em fevereiro deste ano, em especial o de Pernambuco, por ser mais recente.
Também é relevante considerar a banca anterior. Apesar de não terem divulgado a organizadora do novo concurso, o professor comenta a possibilidade de ser preparado pelo Cespe/UnB, organizadora da última seleção.
Ele aponta a quantidade de conteúdo e o nível da cobrança por ter muitos concorrentes como algumas das maiores dificuldades da prova. O especialista diz também que é fundamental estudar tudo no edital e que a procura é grande, pois o cargo de técnico, por exemplo, é um dos melhores cargos com salário muito atrativo.

É preciso ficar atento a mudanças em Direito Eleitoral
Sobre os materiais de estudo, é importe escolher bem os livros e apostilas. É necessário escolher um que se encaixe na metodologia de estudo do candidato. Também é essencial lembrar que houve modificações em Direito Eleitoral, portanto não se deve estudar por materiais muito antigos, em especial sobre Legislação, então é válido seguir o padrão das provas anteriores com cuidado. Como é possível cobrança de questões discursivas, aprenda sobre o que for cobrado e conheça bem a legislação.
Sobre os itens mais cobrados, Ricardo Torques aponta os assuntos de Direito Eleitoral: as alterações na lei 13.615 sobre reforma eleitoral, que acaba abrangendo artigos políticos, eleições, concursos, etc., assim como eleições, propaganda eleitoral. Já em Regimento Interno, é importante estudar a composição do tribunal e a composição organizacional do TRE-ES.

Equilibrar teoria e resolução de exercícios é o ideal
Durante as sessões de estudo, o candidato não deve só pesquisar a teoria, mas não deve apenas fazer exercícios da prova antes de sair o edital. A dica é, em vez de fazer 50 questões, faça 20 com foco nos itens que errou. É muito importante prestar atenção especial nas questões anteriores, com cuidado sempre para não serem questões desatualizadas.
Para finalizar, o professor diz aos concurseiros para pensar muito bem no concurso e não o fazer impulsivamente. "Tome a decisão de estudar e faça disso parte de sua jornada diária, assim como o ato de dormir e se alimentar", aconselha Ricardo Torques, completando: "Pode encontrar dificuldades e barreiras, mas não desista, pois assim terá sucesso e vai passar no concurso".

Banner_RedeVitoria

0 comentários:

Postar um comentário